segunda-feira, 9 de março de 2009

Saudosismo em alta!

Que eu sou saudosista eu sei, tudo bem, assumo!
Vez ou outra, abro a pasta de fotos no micro e me ponho a relembrar os momentos ali registrados.
E o pior de tudo é que não é só com isso não.
Ontem, dei uma pausa no trabalho, e resolvi tirar o dia exclusivamente para arrumar meu quarto. Na verdade, não sou bagunceira, muito pelo contrário, sou organizada até demais.
Mas, já estava ficando sem espaço para guardar coisas novas, livros que acabei de comprar e outras coisas que acabei de ganhar.
E foi justamente aí que percebi o quanto tenho mania de querer eternizar os momentos que vivo.
Encontrei muitos pedaços da minha vida guardadinhos em caixas e pastas. Coisas das quais nem lembrava mais...os cadernos da época de escola, bem ensino médio mesmo, qual reservava sempre as últimas páginas para escrever poesia, letras de músicas, declarações de amigos, enfim.
Tinha também meu primeiro discman e uma porção de revistas tipo capricho e toda teen, que eu comprava para acompanhar as boy bands da época (ô passado negro, hehehe).
Revi meus trabalhos e provas de faculdade, da época em que me desesperava e passava madrugadas inteiras estudando para tentar acompanhar o período.
Percebi também que a mania de colecionar algumas coisas vem de longe...hoje coleciono apenas bilhetes de cinema/viagens e ingressos de shows, antes tinha mais coisas...as revistas que já citei, tinha cartões telefônicos, papéis de carta, bottons...e por aí vai.
E foi difícil abandonar tudo. Pra mim não eram apenas coisas velhas guardadas que eu precisava “dar um fim”, representava uma parte da minha vida e de tudo o que já fui, da menina que tinha mania de colecionar tudo à garota universitária estudiosa e responsável. Claro que não joguei tudo fora, não consegui dessa vez.
Bateu uma saudade de alguns momentos bons, mas de certa forma, fiquei feliz em perceber que sempre vivi, mesmo que às vezes, pense que não, vivi sim, intensamente.
E isso basta!

10 comentários:

"o poeta da verdade" disse...

Imagino o tesouro que é lembrar e organizar estes momentos. Somos um baú aberto que nunca se enche e num certo momento que achamos a necessidade de exaurir o conteúdo algo bate mais forte dentro do peito a deter a atitude e se chama "sentimento". São recortes , manuscritos, fotos e uma gama de trechos de uma vida a ser contada , a ser lembrada.Ali naquele instante o passado "vivo" declara a verdade da luta e do orgulho de cada ser a dizer bem alto: "GUARDE!GUARDE BEM!O TESOURO PRECIOSO DE CADA MOMENTO!" E que sempre surja uma ocasião a mais a caber no seu baú minha preciosa amiga "Lu" fica com DEUS...

"o poeta da verdade" disse...

Imagino o tesouro que é lembrar e organizar estes momentos. Somos um baú aberto que nunca se enche e num certo momento que achamos a necessidade de exaurir o conteúdo algo bate mais forte dentro a deter a atitude e se chama "sentimento". São recortes , manuscritos, fotos e uma gama de trechos de uma vida a ser contada , a ser lembrada.Ali naquele instante o passado "vivo" declara a verdade da luta e do orgulho de cada ser a dizer bem alto: "GUARDE!GUARDE BEM!O TESOURO PRECIOSO DE CADA MOMENTO!" E que sempre surja uma ocasião a mais a caber no seu baú minha preciosa amiga "Lu" fica com DEUS...

Ryan disse...

Ahhh Lu, nem me lembre! Ainda tenho algumas dessas coleções guardadas em caixas e pastas. Outras coisas eu consegui me desligar... Mas no fim é como você mesmo disse: Um pedacinho da nossa vida representado por alguns objetos. Quando os vejo, pego, sinto, é como uma viajem no tempo e ainda consigo sentir perfumes, sabores, gelos na barriga... Totalmente emocionante!

^^

Beijo

Sam disse...

Olá Moça!

Vim agradecer sua visita lá em casa no Vou te contar..."

Pois pisastes em meu chão e por lá plantou palavras boas.

Obrigada por me linkar e espero que volte, sua presença é bem vina.

Muito aconchegante sua casa. Voltarei quando puder...

Abraços, flores e estrelas...

maria laura ( a má ! ) disse...

Nossa! Simplesmente adorei seu texto! Me identifiquei demais, porque essa semana mesmo, no meio da mudança aqui, enquanto eu estava empacotando as coisas do meu quarto eu também achei agendas velhas, que eu guardava tudo nela, achei bilhetinhos, achei até um pedaço de papel que o menino que eu gostava quando era criança escreveu que me amava! Hahaha! E hoje nós somos grandes amigos! Achei fotos, convites de festas e shows também, e eu não consegui "me livrar" nem da metade, como você disse é uma parte da minha vida! :D

beijos !

Sam disse...

do a pisar em teu chão, não tive dúvidas... eu preciso te seguir! rs

Deixo aqui meu beijo bem guardado em seu armazém mais que precioso, teu coração.

Te linkei lá em casa, ta?

Beijos Meus =)

O Profeta disse...

As cores que reténs em tua alma
Entraram pelo coração
São luzeiros em céu nocturno
A força de uma oração

Vês com o sentir do sonho esquecido
Com mãos esculpindo o encanto
Às vezes elas ficam presas
Às águas que brotam do pranto


Boa semana


Mágico beijo

Erica Maria disse...

Olá...gostei mt daqui e estou a te linkar nos meus blogs!

Estou te seguindo tb!

Voltarei mais vezes viu?

Bjooooooooo

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Adorei!

maria laura ( a má ! ) disse...

hahaha ! eu também já fiz muito dessas de dizer que não vou ficar com um cara, e alguns dias depois, lá estou eu beijando ele ! :X esse foi um dos motivos do meu post ! hehe

Tem post novo lá querida !
beeijão ! :*