segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Ao som da chuva!

Acordei no meio da noite com o barulhinho da chuva e uma leve preguiça veio me visitar. Está nublado. Algo me acalma por um momento. Estou dentro de mim e sem nenhuma vontade de sair. Necessidade própria que não está necessitando a companhia de ninguém, apenas um pouco de solidão opcional. Um certo isolamento para acalmar meus ânimos. Isolar-me por um minuto das vozes externas e ficar quieta comigo mesma.
É uma chuva tão bem vinda que nem esperava sua chegada. Essa chuva sem trovões desabando do céu sem qualquer preocupação. Vinda apenas pra deixar o ar mais úmido e mais agradável para nos habitar. Essa chuva me faz refletir muito sobre a vida profissional que assumi, as responsabilidades que andam pesando a cada dia e cada vez mais.
Acho que eu também acordei assim..chovendo, como lá fora. Pelo menos pra lavar minha alma e deixar as águas escorrerem naturalmente.

3 comentários:

Carlos disse...

Que beleza, Lulu!! Eu adoro a chuva, porque ela sempre mexe de alguma forma com a gente. E todos nós precisamos chover por dentro vezenquando, porque a vida às vezes torna-se muito árida e vai nos secando, porque é bom sentir a água escorrendo naturalmente, sem motivo, refrescando-nos por dentro.

Boa semana, amiga!!!

Niña disse...

Pq será que ess danada dessa chuva nos faz pensar tanto? :)
Bom...pensar é bom... e particularmente adoro a chuva.


Bjinhos

Lu disse...

Carlos e Niña...obrigada pelo comentário...fico feliz em saber que não é só eu que adora refletir enquanto as águas caem do seu sem qualquer preocupação...

Beijos pra vocês e como anda chovendo pacas...boa reflexão!